Azores Digital

--> Hoje, dia 16 de Outubro de 2018

Não fiquem calados no cantinho

Segunda, 25 de Dezembro de 2017 348 visualizações Partilhar

Sê ousado, interveniente, destemido, audaz e perspicaz. Não sejas demasiado arguto e que a inteligência que tens não apareça de forma constante, para que não pareças convencido de que és bom. O melhor mesmo é ficares ali naquele cantinho, a ver os mais velhos a serem competentes.

É através desta lógica dúbia que andamos pelo mundo feitos donos dos outros. Parece que existe quem se ache detentor de uma régua, de um esquadro e de uma fita métrica, para definir a medida do admissível ou o ângulo da tolerância ao que é dito por quem é menos experiente. Uns apostam no apoio à juventude, e maravilham-se com a ousadia e determinação de quem é novo. Outros apostam na crítica, na suposta ambição de tudo quererem ser para sempre, descurando de forma intencional os novos, que devem ficar, como já disse, no cantinho, calados e retraídos.

Esta é uma situação que me move na escrita e na vida. Um jovem que intervenha e fale, anda no mundo, aliado a uma pretensa sabedoria, que é imatura e irreal. Esse é o pensamento imediato dos inquietos com a ultrapassagem. Por isso aconselham-no a ficar calado, quieto, para não mostrar em demasia os perigos de uma imaturidade suprema. Existirão outros que acham piada à audácia dos novos e os incentivam, pensando que o tempo é efémero, e que a vida deles só ganha com novas aprendizagens, depois de terem ensinado o que sabem a quem está a crescer.

Devemos reivindicar um lugar equitativo na sociedade, sem falsas modéstias ou julgamentos de segunda. Porque a experiência dos mais velhos só pode ser um garante de que a juventude progride e cresce harmonicamente, e não um entrave ou um poder de ocultação premeditado.

 

Colunista:

Emanuel Areias

Outros Artigos de Emanuel Areias

Mais Artigos